Fonologia e Gramática Dâw

Author: Silvana Andrade Martins
LOT Number: 98
ISBN: 90-76864-65-9
Pages: 717
Year: 2004
This book is seperated in 2 volumes.
€52.00
Download this book as a free Open Access fulltext PDF

‘Fonologia e Gramática Dâw’ oferece uma visão geral e detalhada do sistema lingüístico de Dâw, uma das línguas Maku. Os Maku são povos de tradição nômade, conhecidos como caçadores e coletores da Amazônia.

A língua Dâw é falada por um grupo reduzido a noventa e quatro pessoas, as quais vivem na região do alto rio Negro, estado do Amazonas, Brasil. Esta região é de grande importância do ponto de vista etnolingüístico, pois abriga três grandes grupos indígenas: Maku, Arawak e Tucano, os quais estabelecem relações intersociais hierarquizadas por valores étnicos.

Este estudo é resultado de vinte anos de contato da autora com os Dâw, tendo vivido entre eles durante dez anos. A análise da língua é fundamentada em dados coletados diretamente com falantes nativos e está organizada em um capítulo introdutório relativo aos aspectos etonolingüísticos de Dâw e da família Maku, seguido por três partes referentes à descrição da fonologia, morfologia e sintaxe. A análise da fonologia é orientada pelas teorias autosegmentais e os estudos sobre a morfologia e sintaxe seguem as abordagens da tipologia funcionalista.

Este livro é do interesse dos acadêmicos de Ciências Humanas e dos estudiosos e pesquisadores de línguas e culturas indígenas.

‘Fonologia e Gramática Dâw’ oferece uma visão geral e detalhada do sistema lingüístico de Dâw, uma das línguas Maku. Os Maku são povos de tradição nômade, conhecidos como caçadores e coletores da Amazônia.

A língua Dâw é falada por um grupo reduzido a noventa e quatro pessoas, as quais vivem na região do alto rio Negro, estado do Amazonas, Brasil. Esta região é de grande importância do ponto de vista etnolingüístico, pois abriga três grandes grupos indígenas: Maku, Arawak e Tucano, os quais estabelecem relações intersociais hierarquizadas por valores étnicos.

Este estudo é resultado de vinte anos de contato da autora com os Dâw, tendo vivido entre eles durante dez anos. A análise da língua é fundamentada em dados coletados diretamente com falantes nativos e está organizada em um capítulo introdutório relativo aos aspectos etonolingüísticos de Dâw e da família Maku, seguido por três partes referentes à descrição da fonologia, morfologia e sintaxe. A análise da fonologia é orientada pelas teorias autosegmentais e os estudos sobre a morfologia e sintaxe seguem as abordagens da tipologia funcionalista.

Este livro é do interesse dos acadêmicos de Ciências Humanas e dos estudiosos e pesquisadores de línguas e culturas indígenas.

Categories